O exemplo das novas lideranças

Em tempos de globalização e, principalmente, de “interconexão”, ser líder tornou-se um desafio ainda maior. O modo como as ações são articuladas é o que pauta o sucesso ou o fracasso das iniciativas pessoais e profissionais. Hoje, vale muito mais como os resultados são construídos do que propriamente a realização em si.  Nesse contexto, saber posicionar-se com assertividade diante das diversas demandas no universo organizacional é crucial para que um líder seja reconhecido por seus colaboradores.

“As novas lideranças devem construir-se enquanto marca de valor e aqui entra a essencialidade das habilidades comportamentais como diferencial único de arregimentar pessoas no desenvolvimento de projetos comuns, através da percepção do líder de quem elas são e do que querem realizar para então mobilizá-las, com o objetivo de desempenharem ‘no melhor de si’. Sem um sentido maior, as ações não se sustentam”, diz a coach e consultora de carreira e imagem Waleska Farias.

Para ela, mais do que de críticas, as pessoas precisam de referências. O líder deve servir como exemplo pelo que faz, não apenas pelo que diz. “Na prática, a sustentabilidade das iniciativas se dá quando, de fato, são executadas e não apenas mencionadas. Como preconizou Umberto Eco: se a palavra ecoa, o exemplo retumba”, lembra.

No workshop Liderança Integral: Programa para capacitação de gestores, Waleska Farias trabalha o desenvolvimento das habilidades essenciais ao perfil das novas lideranças, como solução para os problemas de gestão decorrentes das relações interpessoais nas empresas.

Compartilhe com seus amigos

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

MANTENHA-SE ATUALIZADO
Cadastre seu e-mail e receba nossos conteúdos e programação de eventos.

TREINAMENTOS RELACIONADOS