Waleska Farias - Gestão de carreira e imagem



Agora é a Hora Certa da Pontualidade Agora é a Hora Certa da Pontualidade

Quem trabalha no mundo corporativo sempre escuta a mesma coisa: as pessoas são contratadas pelo currículo e demitidas pelo comportamento. Isso é um fato. Curiosamente, muitas pessoas têm dúvidas quanto ao comportamento correto e falham em atitudes óbvias.

Eu poderia escrever um livro sobre isso, mas hoje vou me ater a um único comportamento que, como uma sombra, pode minar sua credibilidade, sua imagem profissional e sua carreira: a falta de pontualidade.

Pode não parecer grande coisa e ninguém reforça muito isso nas escolas ou em casa - pelo menos aqui no Brasil - mas no mundo corporativo isso pode ser fatal.

O Problema

Quando alguém chega atrasado a uma reunião, em nosso país, geralmente dá uma desculpa qualquer, que vai do trânsito até um dia azarado, e costuma ser aceito como algo esporádico. Algumas vezes é verdade, noutras a pessoa nunca chega no horário.

E isso atinge profissionais em todas as áreas. Mas acaba sendo dramaticamente ruim para quem está começando.

Quando você chega sistematicamente depois do horário acordado, mesmo que estejamos falando em meros sessenta segundos, sua vida profissional começa a ser sabotada, sem que você sequer note isso.

Acontece que o mundo não aceita quem se compromete com algo tão simples quanto o horário e não cumpre. E não vai aceitar você, por mais que ache isso uma espécie de ditadura.

Há casos em que seu tipo de trabalho, ou empresa, pode ser completamente anômalo e sem rigidez, então não estamos falando aqui do horário do ponto. Mas mesmo quem não “bate ponto” tem vários horários a respeitar, como reuniões e entrega de projetos.

Chegar no horário não é algo que torna você especial. Na verdade, apenas torna você minimamente profissional.

Se nem isso você consegue fazer, seu “gênio” dificilmente será descoberto. E isso vale para todas as pessoas, seja você de que “geração” for - Y, X, ou da geração espontânea, como alguns profissionais parecem ser.

No dia a dia, certos comportamentos são sempre mal vistos.

Entendendo o problema

Acontece que não estamos falando de um horário marcado para passear com os amigos, ou com aquele gato, ou gata, que vai esperar você mesmo que esteja debaixo de chuva. Estamos falando de um sistema enorme, fundamentalmente baseado em confiança, na qual nos inserimos quando estamos no mercado profissional.

Tornamo-nos, todos nós, elos de uma corrente que pára sempre que você não faz o que disse que faria. E, quando um sistema pára porque você chegou depois do horário, todas as atenções vão para você. Mesmo que ninguém diga nada.

Se algo importante ocorre em sua vida, geralmente você não se atrasa, não é? Sai antes de casa, pega o ônibus anterior ou o avião do dia que antecede o que é importante. Interessante que em entrevistas de emprego as pessoas, geralmente, cheguem antes do horário.

O mesmo empenho deixa de existir quando a pessoa consegue o emprego.

E, como um casamento que começa a afundar, os problemas surgem muito antes da crise realmente aparecer.

Naquela entrevista em que dizemos que aceitamos certo valor em troca de fazermos algo, em certo horário, quem está do outro lado passa a contar conosco. Se falharmos, outras pessoas, situações e idéias entram em crise.

Nenhuma corrente é mais forte que seu elo mais fraco e se você chega sistematicamente depois do horário acertado, adivinhe quem está enfraquecendo a corrente?

Note que não é importante que a empresa ou projeto realmente entre em crise, porque geralmente há sistemas de redundância para continuar sem você. Mas a pessoa que contratou você, ou que supervisiona você, vai olhar para o relógio sempre que você se atrasar. Pronto. Isto basta para comunicar a ela que você não dá a atenção devida ao trabalho.

Isso enfraquece a sua corrente de vida.

Uma solução

Há muitas soluções, mas a mais elementar é sair antes. Começar antes. Terminar antes.

Quando você muda em sua cabeça, ou sua agenda, os detalhes de prazo para entregar algo, ou chegar até um dado local, mesmo que chegue depois do que considerava previsto, ainda chegará antes do horário agendado e entregará o projeto no momento certo.

Nem tente calcular todos os horários como se o universo fosse seu empregado, disposto a colocar todos os sinais de trânsito no verde, cancelar as chuvas e suspender os acidentes ou pneus furados. Ele não fará isso. Então, é bom já contar sempre com isso, e preparar-se para o pneu furado 100% das vezes que sair com o carro.

Um lembrete final

Uma vez eu ia apresentar uma palestra sobre gestão do tempo e encontrei um curioso texto na internet. Leia e entenda outra razão pela qual é arriscado chegar depois do horário:

Certo Padre recebia um jantar de despedida pelos 25 anos de trabalho ininterrupto à frente de uma paróquia. Um político da região e membro da comunidade foi convidado para entregar o presente e proferir um pequeno discurso. O político se atrasou… O sacerdote, então, decidiu proferir umas palavras:

- Quando cheguei aqui, a primeira impressão que tive da paróquia, foi com a primeira confissão que ouvi… Pensei que o bispo tinha me enviado a um lugar terrível, pois a primeira pessoa que se confessou me disse que tinha roubado um aparelho de TV, que tinha roubado dinheiro dos seus pais, também tinha roubado a empresa onde trabalhava, além de ter aventuras amorosas com a esposa do chefe. Também em outras ocasiões se dedicava ao tráfico e a venda de drogas e para concluir, confessou que tinha transmitido uma doença à própria irmã. Fiquei assustadíssimo… Mas com o passar do tempo, entretanto, fui conhecendo mais gente que em nada se parecia com aquele homem… Inclusive vivi a realidade de uma paróquia cheia de gente responsável, com valores, comprometida com sua fé e desta maneira tenho vivido os 25 anos mais maravilhosos do meu sacerdócio!

Justo nesse momento chega o político, e foi lhe dada a palavra para entregar o presente da comunidade, prestando a homenagem ao padre. Ele pediu desculpas pelo atraso e começou o discurso dizendo:

- Nunca vou esquecer do dia em que o padre chegou à nossa paróquia… Como poderia? Tive a honra de ser o primeiro a me confessar com ele…

Aldo Novak (http://www.AldoNovak.com.br) é autor dos livros O Segredo Para Realizar Seus Sonhos e A Vida Não Tem Segredo.

Waleska Farias
Coaching, Carreira e Imagem.

DEIXE SEU COMENTÁRIO
cadastre-se e receba nossas novidades »